--
Cecilia Feder

Diabetes

 Publicado por: Cecilia Feder

Diabetes Mellitus é uma doença provocada pela hiperglicemia, a elevação dos níveis de glicose no sangue. Sua provável causa é o mau funcionamento do corpo em relação ao hormônio conhecido como insulina, produzido no pâncreas.

A insulina é responsável por fazer com que a glicose entre nas células, fornecendo energias para que o corpo possa realizar suas atividades. Quando esse funcionamento é defeituoso, ou o pâncreas não produz insulina suficiente, ocorre o acúmulo de glicose no sangue, resultando na hiperglicemia.

Apesar de normalmente ser referida pelo mesmo nome, o diabetes se divide em alguns tipos distintos, dependendo de sua causa e progressão. São eles:

  • Diabetes tipo 1: Ocorre quando o pâncreas não está produzindo insulina na medida necessária, portanto, depende de injeções diárias do hormônio para realizar a manutenção do corpo;
  • Diabetes tipo 2: Ocorre quando há uma má absorção da insulina por parte das células. Este tipo não é necessariamente insulinodependente e, em geral, surge após os 40 anos;
  • Diabetes gestacional: Surge durante a gravidez, normalmente provocada pelo aumento de peso excessivo da mãe;
  • Outros tipos de diabetes: estão associados a outras patologias, como defeitos genéticos da função da célula beta, defeitos genéticos na ação da insulina, doenças do pâncreas, outras doenças endócrinas, como o hipertireoidismo, e o uso de certos medicamentos.

O diabetes é uma doença crônica que não possui cura. Mas, com o acompanhamento médico adequado, ela pode ser mantida sob controle, garantindo a qualidade de vida completa do paciente. Dependendo do tipo de diabetes, ela pode ser controlada através da injeção de insulina ou através de medicamentos específicos.

No entanto, todos os tipos de diabetes podem se beneficiar de algumas atitudes preventivas. Manter uma alimentação saudável e balanceada, evitando principalmente doces e outros alimentos e bebidas com açúcar em excesso, já ajuda bastante no controle do diabetes. É recomendável o acompanhamento de um nutricionista, para a elaboração de um cardápio adequado que colabore com esses objetivos.

E, acima de tudo, visitar seu médico endocrinologista, para um diagnóstico preciso do tipo de diabetes e os tratamentos e prescrições mais apropriados para o paciente. A Dra. Cecília Feder é especialista no diagnóstico e tratamento de diabetes. Entre em contato e agende sua consulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cecilia K R Feder | © Todos os direitos resevados
Desenvolvido por &